RSS

Oficina Atrás das Sombras!

A oficina Atrás das Sombras – Teatro de Sombras foi um sucesso!

A oficina foi ministrada por Fabiana Lazzari, na SCAR em Jaraguá do Sul, produzida por Ana Paula Moretti Pavanello Machado e financiada pela Prefeitura Municipal de Jaraguá do Sul através do Fundo Municipal de Cultura.

 

 

Dia da Dança na UFSC! participem!

A Universidade Federal de Santa Catarina,  a Secretaria de Cultura e Arte (SecArte),
o Curso de Artes Cênicas e o Curso de Educação Física
convidam você a dançar:


DIA DA DANÇA NA UFSC
29 de abril de 2011


PROGRAMAÇÃO:

OFICINAS GRATUITAS PARA A COMUNIDADE:

Inscrições para dançar, até dia 28 de abril, pelo email: dia.da.danca.ufsc@gmail.com

Oficinas do turno da manhã – 10 as 12 h:

 

 

Oficina: Improvisação performativa em dança

Ministrante: Silmar P.

Local: Sala Artes Cênicas – 401 CFM

Horário: 10 as 12 horas

Esta oficina busca um momento de relaxamento do participante, seu corpo-mente, conectando com as funções essenciais para a realização do movimento: respiração, alongamento, ritmo, contração, presença e consciência da biomecânica. Através de jogos e vivencias vamos explorar o corpo que dança como impulso a pratica livre do movimento que associado ao trabalho em grupo proporcionara a experiência da ação performática nas artes.

 

 

Oficina: Introdução a Dança Indiana Clássica e Moderna

Ministrantes: Grupo Padma – Adriane Martins; Bethânia Negreiros; Karla Mara Rosa Sherer; Mádhava Keli (Maria Clara S. Tavares). Auxiliares: Maria Lidia Pereira; Laise Orsi Becker.  Coordenação geral: Profª Cristiane Ker de Melo

Local: Sala Artes Cênicas – 402 CFM

Horário: 10 as 12 horas

 

Esta oficina pretende, por meio de exposição teórica, explicar sobre as variações e estilos de danças na Índia; expressões e gestos e o contexto musical e o papel da dança no cinema indiano. Após, será feita a parte prática com um aquecimento, exercícios de expressão e consciência corporal; Técnicas de alguns movimentos na dança indiana; Introdução a passos básicos da dança indiana (moderna e clássica); Movimentos com as mãos e braços, movimentos com os pés, movimentos da cabeça, giros.

 

 

Oficina: Jazz Dance

Ministrante: Leandro Ávila

Local: Sala Artes Cênicas – 403 CFM

Horário: 10 as 12 horas

 

Objetivos da oficina: Descobrir uma nova tendência no Jazz Dance; Abordar questões que entendam os fundamentos para esta modalidade; Experimentar movimentos; Experimentar alongamentos coreografados, que busquem contribuir nesta essência artística da modalidade.

 

 

 

Oficinas ao meio-dia.

Horário: das 12 ás 14 horas


 

OficinaIntrodução a Dança do Ventre Clássica e Folclórica

Ministrantes: Shayene Fernandes e Naiade Schardosin. Auxiliares: Rebeca Körting Nunes; Juliana de Campos Luiz; Paula Aragão. Coordenação geral: Profª Cristiane Ker de Melo

Local: Sala Artes Cênicas – 403 CFM

Horário: das 12 ás 14 horas

 

Esta oficina seguirá dois momentos, que se complementam, por trazer uma noção mais ampla da cultura árabe, com enfoque especial para a Dança. O primeiro com os movimentos básicos de dança do ventre: Postura inicial; Posições e movimentos de braços e quadril mais utilizados; Movimentos ondulatórios, sinuosos e secos, dançando e interagindo com a música; E em um segundo momento, uma introdução aos movimentos e ritmos folclóricos da dança árabe: Khallige (dança com a túnica) e Said (utilizando as bengalas e bastões de bambu), ritmos próprios de determinadas regiões do Oriente Médio.

 

 

 

Oficinas do turno da tarde

Horário: das 14 ás 16 horas

 

Oficina: Danças Circulares

Ministrante: Ana Paula Chaves e Patrícia Guerrero

Local: Sala Artes Cênicas – 401 CFM

Horário: das 14 ás 16 horas

 

As Danças Circulares são praticadas em grupo e englobam diversos ritmos, cantos e danças de povos e culturas do mundo. Através dos passos em círculo, nós nos socializamos, nos integramos, nos descontraímos, nos alegramos, e, sobretudo, a dança nos permite encontrar com a nossa essência e nos desperta o sentimento de comunhão. Sendo assim, essa oficina busca: Vivenciar danças tradicionais de diferentes povos no intuito de propiciar ao grupo o desenvolvimento afetivo, cognitivo, social e psicomotor; Vivenciar danças contemporâneas, danças dos Florais de Bach e danças cantadas, incluindo as cantigas e danças de roda brasileiras;Desenvolver as capacidades expressivas e criativas dos participantes; Aprofundar o diálogo entre a educação e a saúde através de uma prática e um movimento coletivo, sensível e simbólico.

 

 

Oficina: A tridimensão do quadril na Dança do Ventre

Ministrante: Adriana Cunha

Local: Sala Artes Cênicas – 402 CFM

Horário: das 14 ás 16 horas

No improviso, compreender a mobilidade do quadril em termos de possibilidades de movimento é um lugar seguro para que a/o dançarina/o possa desenvolver habilidades pertinentes durante o processo de criação. A Tridimensão do quadril é um método simples e eficaz nesta compreensão, que se utiliza de figuras para exemplificar os eixos básicos e ações aplicadas para obter resultados. Não é necessário ser dançarina/o para desfrutar da oficina.

 

 

Oficina: Introdução ao Tango Dança

Ministrantes: Fransley Marcel Padilha e Laura Murphy. Auxiliares: Julieta Furtado Camargo; Juliana Carboni; Letícia Maurício. Coordenação geral: Profª Cristiane Ker de Melo.

Local: Sala Artes Cênicas – 403 CFM

Horário: das 14 ás 16 horas

Através de jogos lúdicos, exercícios de improvisação ao Tango e do método Dinzel de notação coreográfica, construiremos juntos uma introdução, apresentação e vivência em Tango. Na oficina será desenvolvido: breve posicionamento histórico, Passo básico, noções sobre o abraço, dinâmicas de grupo, figuras de introdução e improvisação em Tango. Público-alvo: Homens e Mulheres com ou sem experiência em dança, que tenham curiosidade e interesse em conhecer e vivenciar esta arte.

 

Oficina: Dança Contemporânea

Ministrante: Leandro Ávila

Local: Sala Dança B – CDS

Horário: das 14 ás 16 horas

 

Justificar a oficina como momento reflexivo das movimentas estimuladas, uma conscientização pensante, assim buscar a dança como uma experiência que desenvolve uma capacidade de percepção do mundo em nossa vivencia, tornando capaz de vivenciá-las, refleti-las e recriá-las especificamente na Dança Contemporânea.  A oficina propõem redescobrir através da Dança Contemporânea a riqueza do tra­balho de movimento que aproveita a singularidade dos movimentos de cada pessoa, oferecendo meios nas tarefas e no movimento a priori, para o encontro das possibilidades de cada corpo para a dança, promovendo assim a improvisação e a criatividade, na qual uma das motivações da oficina é dançar e pensar na espontaneidade, colando como fundamento perceptivo na oficina.

 

 

 

MESA-REDONDA: Danças e Politicas Publicas: um panorama

Entrada gratuita

Horário: 16 as 18 horas

Local: auditório do CDS

Mediadora: Vera Torres (CDS/UFSC).

Debatedoras: Sandra Meyer (UDESC); Marta Cesar (APRODANÇA); Bárbara Rey (Representante no Conselho de Cultura do Estado) Local: Auditório do CDS

 

 

 

MOSTRA DE DANÇA:

Entrada gratuita
Horário: 20 horas
Local: Ginásio da Capoeira – CDS

Apresentações de Dança:

Quando nós somos você

Grupo de Dança Fazendo Corpo Mole.
Direção: Luciana Fiamoncini, Vera Pardo e Julia Terra.
Interpretes-criadoras: Vera Pardo, Luciana Fiamoncini, Julia Terra e Priscila
Duração: aproximadamente 30 minutos

Um Duplo

Direção: Diana Gilardenghi. Assistente de Direção, Produção: Marta Cesar.
Intérpretes-criadoras: Michelle Pereira; Nastaja Brehsan
Duração: aproximadamente 15 minutos

Belly Fuzion
Coreografias: BellyJazz; Mandacarú e Sakura Fubuki

Nome do grupo: Flores do Nilo

Direção: Julieta Furtado

Dançarinas: Lis Madhava, Záira Rodrigues, Meg Kleist, Juliana Carboni, Julieta Furtado, Alexsandra Borges, Rosangela Martins, Taiana Grando, Cíntia Vilanova e Juliana Luiz.

 

 

DIA DA DANÇA NA UFSC – 29 DE ABRIL DE 2011

PROMOÇÃO: SECRETARIA DE CULTURA E ARTE

ORGANIZAÇÃO: Professoras:  Janaina Trasel Martins (Artes Cênicas/CCE), Luciana Fiamoncini (Ed. Física/CDS), Vera Torres (Ed. Física/CDS)


 

 

I SEMANADA TEATRAL DE JARAGUÁ DO SUL

A Cia. Alma Livre de Teatro e Música de Jaraguá do Sul, tem o prazer de convidar para as apresentações da peça TEM XENTE UMA FEIS que acontecerão dia 26 de novembro às 10 horas da manhã e às 14 horas em frente ao Museu Emílio da Silva (Praça Ângelo Piazeira).

As apresentações serão gratuitas, porém sugerimos uma contribuição espontânea de um quilo de alimento que será encaminhado a Secretaria do Desenvolvimento Social para devida distribuição.

Essas apresentações fazem parte do Projeto I SEMANADA TEATRAL DE JARAGUÁ DO SUL que tem apoio cultural do Fundo Municipal de Cultura e da Fundação Cultural de Jaraguá do Sul.

No dia 26 de novembro das 18 horas às 21 horas no Colégio Bom Jesus acontecerá um workshop com tema: O KASPERL THEATER E A MANIPULAÇÃO DE BONECOS DE LUVA.

Ministrante: Mery Petty.

Ementa: Disseminação da linguagem teatral do Kasperl Theater. Estabelecimento da percepção da relação da expressão corporal humana com a expressão corporal do boneco possibilitando o estudo das partituras de ações desse boneco. Fundamentação da magia dos bonecos como resultado esperado quando da utilização dos recursos de construção e manipulação de forma consciente e estudada.

Público Alvo: Professores e contadores de histórias.

Inscrições gratuitas com Mery Petty pelo e-mail: merypetty@almalivre.com.br

Dados da inscrição:

Nome:

Idade:

Atuação profissional:

Telefone:

e-mail:

Mery Petty

Cia. Alma Livre

www.almalive.com.br

47 3055-2006 / 9991-1560

 

 

Iª Mostra de Teatro Infanto Juvenil de Uberlândia

Mais informações no blog: http://mostrateatroinfantojuveniluberlandia.blogspot.com/

 

Mesas confirmadas na 4ª Semana de Cinema da UFSC

4ª Semana de Cinema UFSC tem o prazer de anunciar as seguintes Mesas de Discussão e seus respectivos convidados:

08/ NOV (Tarde): Preparação de Atores com Laudemir Pereira dos SantosRoberto Edgar Gervitz e        Christian Duurvort.

Mesa redonda “O Ator e o Cinema”
Horário: 14 as 18 hrs
Participantes: Christian Duurvoort, Lau Santos e Roberto Gervitz
Mediadora: Fátima Lima

09/NOV (Tarde): O Limiar da Ficção com Simplício NetoRuy Gardnier.

10/NOV (Tarde): O Filme-ensaio e a Obra de Godard com Ismail Xavier.

11/NOV (Tarde): Transmídia com Mauricius M. Farina, Roberto TietzmannPedro Tourinho.

Todas as mesas ocorrerão no Auditório Henrique Fontes no Bloco B do CCE-UFSC.

 

4ª Semana do Cinema na UFSC

INSCRIÇÕES ABERTAS: MINI-CURSOS

Maquinária
Ministrada por Christopher Guimarães.
Local: Cinesupport.
Data 09/NOV – Terça-feira
Horário: 8 à 12h.
Número de vagas: 8
__

Direção de Atores

Ministrada por Elianne Carpes.
Local: CCE.
Data: 10/NOV – Quarta-feira
Horário: 8 à 12h.
Número de vagas: 20
O treinamento do ator:
– técnicas de relaxamento
– consciência vocal/corporal
– improvisação/jogos cênicos
Ator intérprete x ator criador:
– consciência da palavra + espaço +tempo + interação
Relação diretor-ator:
– texto e ação
– contexto e imagem
– resiliência e resistência
Elianne Carpes: Atriz, preparadora de atores e educadora. Graduada em Letras pela UFSC onde também cumpriu créditos no mestrado em Semiótica e frequentou o Curso Livre de Formação de Atores do Departamento Artístico e Cultura. Na área de teatro atua desde 1988, tendo se dedicado também ao canto-coral, dança e audiovisual. Atua, dirige espetáculos e é um dos nomes mais recorrentes em Florianópolis e região para preparação de atores para filmes.
__
História em Quadrinhos e Cinema
Ministrada por Alexandre Linck.
Local: CCE.
Data: 10/NOV – Quarta-feira
Horário 8 à 12h.
Número de vagas: 30
“O evangelho de um Superman: dos quadrinhos ao cinema, da ficção à política, da salvação à danação”
Em 1938 o surgimento da personagem em quadrinhos Superman abriu portas para toda uma icônica humanidade de super-heróis, atingindo seu ápice com o filme de mesmo nome em 1978, de Richard Donner. Ao mesmo tempo, os paradigmas culturais e políticos que produziram em crescente uma salvação por meio de um evangelho segundo Superman, viram nos anos 1980 e 1990 sua decadência e danação. Pensar da gênese ao apocalipse de um super-herói (tensão mitológica entre herói moderno e suposta superação), sua correspondência enquanto político salvador, pastor de homens (atualização messiânica de Cristo) e uma outra ética, postura (tanto das ficções quanto das políticas), são alguns dos voos a serem alçados.
Alexandre Linck Vargas é bacharel em Comunicação Social – Cinema e Vídeo pela Universidade do Sul de Santa Catarina em 2004. Em 2005 ingressou no Mestrado em Ciências da Linguagem – também na Unisul – concluindo em 2007, com a dissertação “A morte do homem no morcego”, onde cruzou Nietzsche e seus potencializadores com os quadrinhos e cinema do Batman. No momento cursa o Doutorado em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente é professor do curso de Jornalismo da SATC, Criciúma. Destaque também para o trabalho de roteirista e diretor de cinema nos curtas-metragens OCULTO (2003), RELIGARE (2005) e DEUSES DE MENTIRA (2009). Dentre os calvários que imbuiu a si mesmo, Alexandre busca aproximar mais os quadrinhos para a academia, num movimento semelhante ao cinema décadas antes, quando não passava, para olhares um tanto atrofiados, de uma “arte menor”.
__
MANDE EMAIL COM O NOME DO MINI-CUROS NO ASSUNTO (ex: “preparação de atores”) E NO CORPO DO E-MAIL O NOME COMPLETO, TELEFONE DE CONTATO E NÚMERO DE MATRÍCULA (SE POSSUIR) PARAsemanadecinema2010@gmail.com
__
Obs. O mini-curso de Trilha Sonora é uma parceria da Semana de Cinema com o Núcleo de Produção Digital (NPD), portanto as vagas já foram preenchidas.http://www.npdsc.ufsc.br/
Trilha Sonora
Ministrada por Eduardo Camenietzki.
Local: DAC.
Data: 08, 09 e 10/NOV – De Segunda à Quinta-feira
Horário 8 à 12h.
Primeiro dia – conceituação teórica dos elementos plásticos na linguagem musical e sonora de maneira geral.
Segundo dia –  A evolução das técnicas e as ferramentas para o uso da música e do som em geral nos produtos audiovisuais, em especial o cinema e o vídeo.
Terceiro dia – A evolução da linguagem e da tecnologia para o sincronismo audiovisual, considerando os novos softwares e as novas tendências nas praticas da imagem sonora
Eduardo Camenietzki: É violinista e compositor. Estudou violão clássico com Luiz Antonio Perez e cursou a Escola de Música da UFRJ. Fez cursos de música para cinema com Normand Rogeé, no Canadá, e Peer Raben, na Alemanha. Iniciou sua carreira profissional atuando em duo com o também compositor e violonista Wagner Campos, com quem lançou seu primeiro disco, “Eduardo e Wagner”, em 1983. Participou de outros duos e trios. Atuou como instrumentista contratado da Rede Globo, em 1985 e 1986, tendo participado das trilhas sonoras das minisséries. trabalhou ainda na TV Cultura/SP, no teatro e em documentários históricos. Vem atuando na composição de música de câmera, tendo sido premiado pela Editora Cultura Musical, em São Paulo, com a peça “Improviso e Pós-Lúdio”.

 

 

Oficina de Foto em Florianópolis!

OFICINA DE FOTO – uma introdução à arte da fotografia [14 horas]
Dias 06 e 07 de novembro no Centro Cultural Bento Silverio – Casarão da
Lagoa
Horário: das 10h às 13h e 14 às 19h (sábado) e 10h às 13h e das 15 às 18h
Inscrações: 99863242 ou no Casarão da Lagoa.

Ministrante: Rosana Cacciatore. Fotógrafa profissional, graduada em
comunicação social e mestre em teoria literária com pesquisa em
análise de imagens.

Objetivo: oportunizar o conhecimento básico da técnica, da história e
da estética fotográfica aliado a exercícios práticos de produção de
imagens.

[conteúdo programático]

Módulo 1: apontamentos históricos e teóricos da fotografia

Século XIX: a fotografia como espelho do mundo/ análise de imagens dos
principais fotógrafos da época
Século XX: a foto como operação de codificação das aparências
(desconstrução) e como traço do mundo análise de imagens do período.
Século XXI: a fotografia contemporânea/ as possibilidades digitais
Exercício fotográfico

Módulo 2: noções de composição

Linguagem visual: plano, linhas, cores, perspectiva, volumes/luz.
Exercício Fotográfico

Módulo 3: conceitos fotográficos
O olho humano: a percepção visual
A câmera fotográfica: corpo, obturador, diafragma, filme, foco,
fotometria, distância focal / objetivas.
Os conceitos digitais: ccd, pixel, resolução, tipos de arquivo,
redimensionamento
Exercício fotográfico

Observação: estão previstas três saídas fotográficas e análise das
fotos produzidas. Por este motivo é aconselhável que o participante da
oficina tenha uma câmera digital (não necessariamente profissional).